MÉRTOLA – É MUITO MAIS DO QUE “UMA VIZINHA” DE ESPANHA

Mértola é uma vila do Baixo Alentejo, do distrito de Beja, que fica no centro do Parque Natural do Guadiana, rio que separa Portugal de Espanha. Anteriormente denominada de Martulah nos séculos XI e XII, quando era capital de um reino islâmico, os traços desse tempo ainda se mantêm. Quer pela arquitectura nas ruas, quer pelo museu islâmico aberto ao público, quer pelo festival islâmico que decorre em Maio e conta com a participação de muitos expositores e visitantes.

A passagem do Guadiana junto à vila, dá-lhe um charme que encanta todos que por ela passam. O rio divide Mértola da localidade de Além Rio, mas uma ponte facilmente une as localidades.

É terra de gente simpática, de boa comida, de bom tempo e de boa paisagem. O imponente castelo no alto tem por baixo de si, quase que em escadinha, casas caiadas de branco.

Mais do que um ponto de passagem, Mértola impõe-se como ponto de paragem obrigatório. Fique a saber porquê:

  • ZONA MURALHADA COM VISTA SOBRE O RIO

  • RUAS ESTREITAS, FACILMENTE CAMINHÁVEIS A PÉ, COM RECANTOS ENCANTADORES

  • COMIDA DELICIOSA, COM DESTAQUE PARA:

  • O RESTAURANTE TAMUJE (comida típica, boa e em conta, mas tenha o cuidado de reservar mesa);

  • A CASA AMARELA (comida típica, na outra margem do rio, com um lounge que convida a ficar horas, mas que só abre aos jantares de 4ª feira a Domingo);

  • A TERRA UTÓPICA (na zona muralhada, com um terraço encantador, virado para o rio, com traços árabes, misturados com detalhes brasileiros… pode parecer confuso, mas resulta bem, ainda para mais, porque a comida é realmente boa, apesar de ter pouca variedade e de não ser tão tradicional);

  • PULO DO LOBO, a poucos quilómetros da vila, alcançável através de um caminho de terra batida, mas onde pode sentir o silêncio da natureza;

  • VESTÍGIOS DA MINA DE SÃO DOMINGOS, onde por mais de um século se extraiu toneladas de cobre. Hoje está inativa e um pouco ao abandono, vale-lhe as placas informativas que elucidam um pouco do que foi no passado;

  • PRAIA FLUVIAL DAS MINAS DE SÃO DOMINGOS um dos pontos altos no Verão. Esta praia é vigiada, tem um bar de apoio, com boas instalações sanitárias, parque de estacionamento, atividades aquáticas, parque infantil e anfiteatro. Outra grande mais valia é ter um bom sinal de wifi gratuito;

  • AZENHAS DO GUADIANA que muitos utilizam como sendo uma praia fluvial, mas que não se aconselha muito, porque não é vigiada e as correntes podem ser fortes. De qualquer forma, é um bom sítio de lazer para por exemplo fazer um piquenique;

  • LOJINHA NO CENTRO DA VILA JUNTO AO MERCADO COM PRODUTOS TÍPICOS

  • GELADOS NICOLAU feitos pelo senhor Amândio, habitante da terra, conhecido por todos e que diariamente percorre a vila fazendo a delícia dos pequenos e dos grandes. Com o slogan “Gelados Nicolau são bons para chupar até ao pau”, não há mesmo que lhes resista;

  • CASA AMÁLIA onde uma decoração cuidada e acolhedora, se conjuga com a hospitalidade dos caseiros Maria e Nicolau, um simpático casal sempre pronto a nos fazer sentir em casa.

Mértola tem isto e muito mais… E a verdade é que deixa um sentimento de querer voltar e de querer recomendar. Foi sem dúvida uma bela surpresa, que passará a fazer parte dos meus roteiros*

#alentejo #amália #blogger #castelo #castle #freemindtravel #freemintravel #guadiana #martulah #mertola #minas #nicolau #portugal #saodomingues #tamuje #travel #travelblog #travelblogger

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square