HANÓI, A CIDADE DAS BUZINAS


Hanói deve ser das cidades mais barulhentas onde estive. Trânsito por todo o lado, sem regras e a qualquer hora do dia. Aconselho a usar a cidade como ponto de partida para outros locais.

O hotel escolhido foi o Charming, um pequeno hotel, numa rua sem carros, mas que ganha vida bem cedo, ao transformar se num mercado de venda de carne, peixe e vegetais.

Empregados muito prestáveis e pelos 18 dólares que paguei, com direito a pequeno almoço, foi uma boa opção. Com a mais valia de estar na zona do Old Quarter e se conseguir fazer tudo a pé.

Já mais confortável com os caminhos, aventurei me e explorei algumas ruas e principalmente a zona do lago, uma zona cheia de vida.

Apesar do trânsito infernal, os jardins que rodeiam o lago Hoan Kiem, transformam-se e é como se estivéssemos noutra realidade. Pessoas a fazer ginástica, aulas de vários tipos de dança, bancas de vendas improvisadas, dão outro charme à cidade. E como as ruas da cidade são muito parecidas, este lago acaba por ser um local de ponto de encontro.

Uma das aulas de dança no jardim do lago

Dentro do lago existe a torre da tartaruga, Tháp Rùa, que à noite iluminada ganha outra vida.

Tháp Rùa à noite

O templo Ngoc Son também está dentro do lago e é acessível através da ponte Huc.

DICAS

– Pode ver um espetáculo de marionetas na água por 100.000 vnd = 4 euros. Vários horários disponíveis ( não vá cansado, como foi o meu caso, que adormeci e mal vi as cena)

– a nível de comida ou se aventura e se junta ao povo a comer nas bancas improvisadas na rua, ou tem que procurar bem um restaurante (os vietnamitas gostam de comer na rua, por isso restaurantes propriamente ditos, não vai encontrar muitos)

– marque os passeios numa das muitas lojas de turismo que existem. Pode procurar qual a que lhe oferece melhor preço, mas acredite que não há grande diferença de preço entre elas

– comprar malas ou roupa da North Face (falsificações que nem deixam perceber a diferença das originais), nas lojas junto ao lago

– ter um mapa para se orientar e pedir ajuda

– cuidado com os preços, porque tem a mania de converter o dólar no mesmo valor que o euro. Se lhe disserem um euro ou um dólar, aceite a segunda opção

– e desfrute do caos da cidade, que por mais cansativa que possa ser, não deixa de ter o seu encanto

Comida de restaurante

Já se janta nas ruas da cidade

Uma refeição na rua pode nem custar 1 euro

Frutas, legumes, refeições completas, encontra-se de tudo na rua

Algumas curiosidades sobre Hanói

– Tornou se capital do país em 1976

– A cidade tem 9 milhões de pessoas, sendo que todos os dias entram 5 milhões de mota

– Hanoi é composta por duas palavras e significa a cidade que fica dentro do rio

– Os vietnamitas ocupam os passeios nas ruas para comer e conviver

– A alimentação baseia se muito em arroz, noodles e Spring rolls

– Não há regras na estrada, motas com mais de duas pessoas, transporte de animais e mercadorias, sem capacete e sem respeitar o sentido da estrada. Até os passeios servem como faixa de rodagem e com a mão sempre na buzina.

#blogger #Hanoi #travel #viagens #viajar #Vietnam #vietnam

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2018 website CRIADO E DESENVOLVIDO por MIGUEL LEITÃO _ MIKAS®

Todos os direitos reservados.

AVISOS LEGAIS

CONDIÇÕES DE VENDA

LEI ORGÂNIA DE PROTEÇÃO DE DADOS

FREE MIND TRAVEL

Lisboa, Portugal

freemindtravel.com

RNAVT

7066

  • FREE MIND TRAVEL
  • Facebook Free Mind Travel
  • Free Mind Travel